MOÇO, O Senhor tem remédio para carrapato?

0

Por Guilherme Augusto Vieira

Provavelmente todo Balconista de loja agropecuária atendem clientes solicitando carrapaticidas denominando-os de remédios.

Os Médicos Veterinários também “sofrem” com esta demanda, com outros derivativos:

– Doutor, indique um bom remédio para carrapato !!!!!. Minhas “vaca” estão cheias ou meu cachorro está “empesteado”.

O nosso objetivo neste texto é esclarecer que não existe “remédio” para carrapato e sim carrapaticidas, vamos lá.

Primeiramente eu nunca vi carrapatos doentes, vocês já viram?

O que observamos são carrapatos muito bem desenvolvidos e nutridos de sangue durante o período de infestação nos animais, já que são parasitos hematófagos ou seja, alimentam-se de sangue dos animais, transmitindo várias doenças, entre elas a tristeza parasitária.

Para controlar os carrapatos são utilizados produtos denominados carrapaticidas que tem princípio ativos similares aos inseticidas e agem da mesma forma.

Quanto aos termos medicamentos ou remédios, vamos esclarecer: Segundo a literatura, remédio é um medicamento, com finalidade terapêutica, indicado para “curar” uma determinada doença.

Logo, carrapaticidas, inseticidas ( mosquicidas , bernicidas), sarnicidas não são remédios ,nem medicamentos, portanto sem finalidades terapêuticas.

São produtos veterinários chamados de defensivos animais ou antiparasitários denominados de acordo com sua ação utilizados tanto para controle nos animais quanto nos ambientes.

Os carrapaticidas podem ser encontrados de acordo com sua apresentação em: líquidos (utilizados para pulverizações nos animais e ambientais), em pós e em Pour-on (aplicados no dorso dos animais)

Os medicamentos veterinários, segundo o MAPA (2004) são os antibióticos, analgésicos, anti-inflamatórios, colírios, antimastíticos, antitóxicos, etc..

Antes de terminarmos seguem algumas orientações:

  • Se possível solicite a orientação de um Médico Veterinário para compra dos carrapaticidas, além da dose e uso correto dos produtos;
  • Ao utilizar os produtos observar as diluições, ler a bula e orientar os aplicadores quanto ao uso. As sub-dosagens levam a resistência por parte dos carrapatos e as superdosagens levam a intoxicações podendo levar os animais a óbito;
  • Lembrar que este produtos são similares aos “inseticidas”, portanto orientar aos aplicadores a utilização dos equipamentos de proteção individual.

11 - comprar-agora-especializati

Deseja saber mais sobre os produtos veterinários, assista ao curso on line “Entendendo os produtos veterinários”, uma promoção da Farmácia na Fazenda & VeteAgroGestão. Informações: contato@farmacianafazenda.com.br ou no link: http://farmacianafazenda.com.br/lojaagropecuaria/

300 X 150

Comentários

comentários

Compartilhe